Apertamentos, uma tendência sem volta



FM + ID - CR + PZ = 1/2 AU

Famílias menores, mais idosos, menos crianças mais pets = metade da área útil.


Até onde vai esta tendência?


Em 10 anos, apartamentos novos reduziram a área útil pela metade em SP, com imóveis cada vez menores, com menos vagas de garagem e mais unidades por prédio.


Em 2007, os lançamentos imobiliários na cidade tinham 102 m2, em média. Hoje têm 54 m2. Na região central (subprefeitura da Sé), se por um lado a queda foi mais acentuada, de 85 para 42 m2 de área útil, por outro a região mais do que dobrou sua participação no total lançado na cidade (de 7 para 18%).


Entender a dinâmica imobiliária nas cidades é essencial para decisões empresariais, como vender mais, otimizar recursos e aprimorar negócios.


#geomarketing #mercadoimobiliario #lancamentosimobiliarios #tendencias #inteligenciademercado #data2mkt #bigdata #comportamentodoconsumidor #potencialdademanda #pesquisademercado

Entre em contato